“Capital da Amizade de hoje e de sempre, porque a festa é irreversível”

Osvaldo Pedroso

Uma Festa com História

“Numa noite de amena cavaqueira, igual a tantas outras, no então Café Central, na ainda Praça da República, um grupo de amigos aventou a ideia de realizar uma Sardinhada, no mês de Junho, aberta a um mais dilatado grupo de convivas.

Surgiu a ideia, desde logo aprovada, de cada um dos 16 aderentes contribuir com a verba de 200 escudos, ao mesmo tempo que o 17º oferecia um borrego, talvez para tirar o gosto às sardinhas.

O local escolhido para o Convívio foi a esplanada do Cine-Teatro, situado também na Praça da República e com entrada pela Rua dos Cavaleiros […]

VER MAIS